06/06/2012

Resenha: Amante Liberto

Olá!
O post de hoje será a resenha de um dos meus livros preferidos.
Não Contém Spoilers

Nome: Amante Liberto
Nome Original: Lover Unbound
Autora: J.R. Ward
Editora: Universo dos Livros
Ano: 2011
Páginas 528
ISBN: 978-85-7930-210-7

Amante Liberto trata-se do quinto volume da série Irmandade da Adaga Negra, escrita por J.R. Ward.
Para ver as resenhas dos livros anteriores clique nos respectivos nomes:

Amante Sombrio
Amante Eterno
Amante Desperto
Amante Revelado


Conta a história de Vishous, um guerreiro da Irmandade da Adaga Negra que possui uma natureza sinistra, além de ser extremamente inteligente e de possuir uma maldição destrutiva e o dom de prever o futuro.
V. não tem interesse no amor e também não demostra emoções,porém há uma pessoa que mexe profundamente com os seus sentimentos este é Butch, seu melhor amigo. Mas este afeto lhe causa preocupação e o deixa confuso pois está encaminhando para um rumo perigoso...A única maneira que Vishous encontra para combater o que sente é fumar os seus cigarros turcos, beber vodca Grey Goose e acima de tudo lutar contra a Sociedade Redutora.
No entanto este membro da Irmandade, certo dia vai lutar e fica gravemente ferido, assim acaba ficando sob os cuidados da Dra. Jane Whitcomb, uma cirurgiã humana que por sua vez é somente focada em seu trabalho.Desta forma V. terá que enfrentar a batalha travada em si, relevar a dor que guarda à tantos anos, como também descobrir o verdadeiro significado do prazer.
É difícil falar do Vishous porque ele é o meu personagem preferido, tanto que desde que li o Amante Sombrio, o primeiro volume da série, já me apaixonei pelo irmão durão de lindos olhos frios como diamante...E ao decorrer dos outros livros, esse sentimento por ele só aumentou.
Só para entenderem V. é um personagem problemático, digo isso porque ele tem vários conflitos internos e um deles é se achar um pervertido sem cura; Vishous é adepto do BDSM, e só se sente satisfeito sendo um Dom - dominador que sente prazer na submissão de seu parceiro....Além disso tem o problema da sua maldição de ver o futuro e o poder da sua mão brilhante que destrói tudo o que toca e também o seu passado traumático. Mas não pensem que ele só tem pontos negativos, ao contrário os positivos se sobressaem, porque possui uma inteligência bem acima da média, é poliglota, hacker, forja armas, luta super bem, sabe cozinhar entre outras qualidades que o faz se sobressair aos irmãos.

"Quando a fêmea se materializou na varanda, ele se virou. Pelas cortinas, ela era uma sombra enorme de curvas vestindo um top preto de couro e uma saia larga, igualmente preta. Seus cabelos escuros estavam enrolados no topo da cabeça, como ele havia exigido. Ela sabia que tinha que esperar. Sabia que não podia bater.Ele abriu a porta com o poder da mente, mas ela também sabia que não devia entrar sem ser convocada."

Em Amante Liberto pude conhecer o passado obscuro desse irmão e fiquei chocada! Ele passou por muita coisa triste, sofreu horrores enquanto era criado no acampamento de guerra de seu pai e teve que suportar terríveis maus tratos...por esse motivo não sei dizer quem sofreu mais; se foi ele ou o Zsadist, ao meu ver o livro foi tenso tanto no aspecto sexual quanto pela história em si. 

" V. se afastou do pai e começou a comer, cravando os dentes na carne e mastigando o mais rápido que pôde. Seria castigado por aquilo provavelmente pelos dois, por isso precisava ingerir o máximo possível antes que lhe dessem o cacete...
Sem pestanejar, o soldado preparou um soco, inclinou-se e acertou o rosto de V., que perdeu o alimento da boca. Sentiu o gosto salgado do chão da caverna.Quando começou a apanhar, continuou mastigando enquanto era golpeado, até sentir o osso de sua perna ser entortado a ponto de quebrar. Gritou e largou o osso. Outra pessoa o pegou e fugiu."

As cenas entre o casal são incrivelmente Hot, mas não possuem romantismo; são demasiadamente fortes e apelam para um intenso sadomasoquismo, porém isso não me incomodou nem um pouco. Somente deixam o leitor boquiaberto e com a boca seca.rs

"  Os dois prenderam a respiração. Ele estava quente como uma chama…
Enquanto ele se deliciava, metade dela se perguntava o que estava fazendo, enquanto a outra, a parte sexual, ganhava vida…
Ela o acariciou, sentindo a pele macia… Ele abriu a boca enquanto se remexia na cama, e seu corpo arqueado a fez se excitar. Droga…ele era puro sexo, totalmente desprovido de inibições ou vergonha, nada além de uma tempestade prestes a acontecer."

A autora foi brilhante novamente, só que pecou em um aspecto; no desfecho. O final foi algo surreal que ultrapassou os limites e por isso não gostei. Outro fato que me incomodou bastante foi a parceira do Vishous, sério, que personagem mais irritante! Eu não aguentava aquele ar de superioridade dela. Creio que na realidade não aprecio a Dra. Jane pelo motivo de achar que ele merece algo melhor, como eu! ha ha ha.
Brincadeiras à parte, o que senti nas parceiras de Butch e V. foi que foram adaptadas à eles de última hora, me refiro a isto porque acredito que a autora no começo dos livros ao escrever a relação entre os amigos, notou que estava encaminhando para um caminho que não poderia ser bem visto pelos leitores, por isso arranjou estas personagens.  Posso estar enganada mas se foi realmente essa razão, acho que ela deveria ter optado pelo risco ou ter pelo menos mudado o final de AL.
De qualquer forma Amante Liberto continua sendo um dos meus preferidos e só fica atrás de Amante Desperto e Amante Eterno no quesito dos melhores da série. Quanto ao resto, a história é bem desenvolvida, impressionante e merece ser lida.
Só deixo por aviso que todos os livros da série se destinam somente a adultos.
Recomendadíssimo!


Beijos.








6 comentários:

  1. Oi Aline!
    Como você já havia comentado na minha resenha, nossos favoritos são os mesmos!
    Diferente de você, eu adorei a Jane, exatamente por esse ar superior. Eu gosto de mulheres que peitam os irmãos, ao invés de serem mais submissas. Acho o máximo vê-los recebendo ordens de mulheres!
    E, também, eu gostei do final. Por mais surreal que possa ter sido, não sei que outra maneira a J.R. poderia ter feito para tornar o casal eterno sem recorrer ao que ela já havia feito nos dois primeiros livros. Foi inusitado, e, por isso, me agradou!
    Anyway, não sou lá a maior fã da série hehe!
    Beijão!

    ResponderExcluir
  2. só li o primeiro até agora e gostei bastante , espero poder ler os proximos logo!

    ResponderExcluir
  3. Oiie,

    Quanto tempo né? rsrs. Eu não tenho nenhuma vontade de ler esta série, por comentários que li tenho certeza que faria parte da turma que não suporta a série por isso nem me arrisco a ler.

    Beijos

    Amigas entre Livros

    ResponderExcluir
  4. nunca li essa série embora tenha uma amiga que a adore... gosto de livros com casais não muito românticos: eles destoam um pouco do padrão, o que é sempre bem vindo :)

    ResponderExcluir
  5. Oi!
    Cada dia eu fico mais curiosa para ler esta série, parece ser muito boa!!
    Adorei sua resenha!!

    Bjinhs*
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante!
Por isso comente! Deixe sua opinião ou sugestão.
Se tiver alguma rede social ou blog, comente pela opção Open ID.
Se for comentar como anônimo, deixe seu nome para que eu possa te identificar e entrar em contato.
E Seja Bem Vindo!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...