26/03/2013

Resenha: Uma Questão de Confiança



Oi gente.
A resenha será sobre um livro de parceria envolvente.



Nome: Uma Questão de Confiança
Nome Original: The Playdate
Autora: Louise Millar
Editora: Novo Conceito
Ano: 2013  Páginas: 382
ISBN: 978-85-8163-193-6

Sinopse:

Em um subúrbio tranquilo de Londres, algumas mães se ajudam através de amizade, favores e fofocas. No entanto, algumas delas não parecem confiáveis e outras têm segredos obscuros. Quando Callie se mudou para seu novo bairro, pensou que seria fácil adaptar-se. Contudo, os outros pais e mães têm sido estranhamente hostis com ela e com sua filha, Rae, que também descobriu como é difícil fazer novas amizades.
Suzy, seu marido rico e seus três filhos parecem ser a única família disposta a fazer amigos, mas, recentemente, a amizade com Suzy anda tensa. Ainda mais com a atmosfera pesada que pairou sobre o bairro após a chegada da polícia e o relato de um possível suspeito morando no bairro.
O que Callie e sua pequena Rae podem esperar? Em quem confiar? E, sobretudo, como imaginar que certas atitudes rotineiras podem colocar em risco a vida de sua pequena filha? Verdades e mentiras parecem se esconder nestas pequenas casas.



Esse livro me surpreendeu completamente; primeiro porque eu não fazia idéia que seria um thriller psicológico tão misterioso e segundo, pelo fato da história ser repleta de suspense, drama e fatos que surpreendem e instigam o leitor desde a primeira página.

A história é contada sob a perspectiva de três personagens; Callie, Suzy e Debs, e os capítulos são alternados, o que facilita o entendimento completo da personalidade de cada personagem. Porém como Callie é a principal, ela ocupa grande parte da trama e os acontecimentos da sua vida vão aos poucos se cruzando com as das outras mulheres que são suas vizinhas. No entanto, o foco principal se baseia em até que ponto se pode confiar em alguém, principalmente quando não se tem alternativa.
 Fiquei desde o inicio desconfiada de alguns personagens (dois para ser mais exata), tentando adivinhar quem seria o vilão, mas o engraçado é que por mais que eu tenha me esforçado e tivesse certeza, acabei me enganando completamente rs e isso chegou a me assustar, sério. Quando finalmente houve a revelação, eu pensei: Eu não acredito! Como eu não havia desconfiado dessa pessoa? Incrível.
Outro ponto que gostei além da narrativa e do desfecho, foram as reviravoltas da trama, todas elas deixam o leitor boquiaberto, pois nada neste livro é o que parece. E os personagens são bem desenvolvidos, assim como a história. Quanto a pontos negativos, não encontrei nenhum, esta obra me agradou em todos os aspectos /o\ 
 A autora soube criar um suspense contemporâneo retratado em um subúrbio de Londres, que explora o dia a dia de pessoas comuns, de forma que o enredo faz com que o leitor pense sobre a sua própria vida e principalmente sobre a sua vizinhança...Será que conheço realmente os meus vizinhos? Essa é uma pergunta que provavelmente irá pairar na mente dos futuros leitores após ler este livro rs.
Em resumo, adorei Uma Questão de Confiança. Trata-se de uma obra super envolvente e que merece ser lida principalmente por aqueles leitores que apreciam obras inusitadas.



Recomendo!

“ Venho fingindo há um bom tempo, que não tem problema depender de Suzy e permitir que ela pense que somos muito intimas. Porém, no silêncio da noite, sei que não está certo. Nossa amizade não é uma escolha, mas uma carência. A estrangeira americana em Londres e a mãe solitária: empatadas. Está errado apoiar-se tanto nela sem ser sincera sobre quem sou de fato, deixando que a verdade fique escondida em algum canto escuro, como um espírito maligno, à espera. Entretanto, sigo em frente porque preciso dela. Não consigo viver sem ela. Ainda não.”

“ Abotoando o último botão, ela abriu a porta da sala e subiu as escadas, devagarinho, para a sua vigília. No andar de cima, ela sentou-se em seu lugar de costume, no espaço e no silencio e pegou as pontas dos cílios falsos.Puxou-as.Foi tão depressa, elas se rasgaram as pálpebras dela.
Suzy gemeu e esfregou o pedacinho de pele dolorida. Isso ajudava, mas não o suficiente. Então, ela puxou para cima a manga da camisa e, ali onde ninguém poderia ver, enfiou as unhas recém feitas na pele do braço. Deixou-as ali como uma garra.”

“  - Allen, acho que cometemos um engano terrível. Você não ouve esses aviões? Faz meia hora que não param. Passando em cima da cabeça da gente a todo instante. Sem parar. E não é só isso, as crianças da vizinha gritaram por mais de uma hora. E a mulher do lado nem está aí no momento. O que vai ser quando ela chegar e começar a andar pela casa batendo os pés, dando descargas no banheiro...Ele entrou e se sentou ao lado da cama. Não disse nada por algum tempo e, nesse silencio, ela ouviu as próprias palavras ecoarem, e desejou ter ficado de boca fechada, desejou apagar todas elas. Por fim, Allen ergueu a mão e deu tapinhas na perna dela.”

Beijos.

6 comentários:

  1. Oi Alinne!
    Eu também adorei o livro e fui muito surpreendida.
    Eu até havia desconfiado da "vilã", porque a autora meio que te conduz a pensar em outra personagem, mas eu não conseguia pensar em um motivo pra ser realmente ela, então ficou só na suspeita mesmo.
    Beijão!

    ResponderExcluir
  2. Me convenceu, o livro parece muito bom mesmo, além dessa capa ser bem bonita!

    Adorei sua resenha!

    My recent post:
    Resenha "As Últimas Lembranças

    ResponderExcluir
  3. Olá! Deixei um selinho pra você em meu blog.
    Beijos.

    Hey Karol
    http://heykarol.blogspot.com.br/2013/03/mais-memes-selinhos-e-tags.html

    ResponderExcluir
  4. Oi Alinne, eu tenho esse livro em casa mas ainda não consegui ler; será um dos próximos. As resenhas que tenho lido sobre ele me deixam cada vez mais curiosa, espero não estar criando muitas expectativas que me frustrem depois.

    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Oi Alinne! Adoro um bom suspense cheio de mistérios. Confesso que não sabia do que o livro se tratava, mas depois da sua resenha me interessei. Você me deixou muito curiosa para descobrir do que se trata.

    Beijos

    http://poesiasprosasealgomais.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Não tava levando muita fé no livro, mas vi umas resenhas bem positivas.
    Coisa boa não encontrar pontos negativos, né? Hihi
    Pretendo não demorar muito a lê-lo :]

    BJ!

    -Amigas Entre Livros-

    ResponderExcluir

Seu comentário é muito importante!
Por isso comente! Deixe sua opinião ou sugestão.
Se tiver alguma rede social ou blog, comente pela opção Open ID.
Se for comentar como anônimo, deixe seu nome para que eu possa te identificar e entrar em contato.
E Seja Bem Vindo!

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...